Secex define critérios para distribuição de cota de importação de trigo

 

Brasília (18 de março) – Foi publicada hoje, no Diário Oficial da União, a Portaria n° 12/2013 da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) que define os critérios para distribuição da cota de um milhão de toneladas para a importação de trigo em grão (NCM 1001.99.00).

Resolução n° 11/2013 da Câmara de Comércio Exterior (Camex) reduziu a alíquota do trigo em grão de 10% para zero, no período de 1° de abril a 31 de julho deste ano, dentro da cota estipulada. O produto foi incluído na Lista de Exceção da Tarifa Externa Comum (Letec). A medida foi aprovada em função da quebra da última safra na Argentina, principal fornecedor de trigo para o Brasil. O objetivo é garantir o abastecimento interno e evitar pressões inflacionárias.

Conforme define a Portaria Secex, 90% da cota global será utilizada de acordo com a proporção das importações do produto, em quilogramas, de cada empresa interessada, em relação à quantidade total do produto importado pelo Brasil no ano de 2012. A distribuição contemplará as empresas que importaram, no período, quantidade do produto igual ou superior a 0,75% do total.

A quantidade remanescente de 10% constituirá reserva técnica para atender a situações não previstas, podendo ser destinada, ainda, para empresas que importaram quantidade inferior a 0,75% do total das importações brasileiras do produto em 2012.

Na análise e deferimento dos pedidos, será obedecida a ordem de registro das licenças de importação no Sistema Integrado de Comércio Exterior (Siscomex) e a cota inicial a ser concedida a cada empresa será limitada a 30 mil toneladas. Fonte: MDIC


Rua Oscar Sperb, 16 - CEP 93415-395 - Novo Hamburgo (RS)
Telefone: (51) 3396-5100 / Fax: (51) 3396-5101 e (51) 3396-5102
E-mail: comercial@seifo.com.br
2017 - Seifo - Todos os direitos reservados! Desenvolvimento de Sites em Novo Hamburgo (RS) e Vale dos Sinos