Pimentel reúne-se com Lobão para discutir planta de amônia em Uberaba

 

Brasília (24 de outubro) – O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, reuniu-se hoje, em Brasília, com o ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, e o prefeito de Uberaba, Paulo Piau, para reforçar o pedido pela instalação de uma planta de amônia na cidade mineira. A Petrobras, responsável pela construção e operação da unidade, já fez a terraplenagem da área e obteve as licenças ambientais. “Da parte do governo federal, está tudo em dia”, disse Pimentel.

O atraso na obra, que deveria entrar em operação em 2014, deve-se à demora na construção de um gasoduto de 160 quilômetros de extensão que traria o gás natural (matéria-prima da amônia) de Ribeirão Preto (SP) para Uberaba (MG). Por lei, a construção desse duto depende de acordo entre os governos de Minas Gerais e de São Paulo. “Vim pedir ao Governo Federal para administrar essa disputa”, afirmou o prefeito. “O governo de Minas assumiu o compromisso de trazer o gás e eu acredito que vá cumprir”, disse Pimentel.

Os recursos para a construção do gasoduto, orçado em US$ 230 milhões, já estão disponíveis, segundo o prefeito Piau. Haveria outras duas opções para levar gás natural a Uberaba, partindo de Belo Horizonte ou de São Carlos (SP), mas em ambos os casos o custo do gasoduto dobraria, segundo Piau. A construção da planta de amônia em Uberaba ajudaria a reduzir a importação do insumo. Hoje, o Brasil importa 70% dos fertilizantes que utiliza. Fonte: MDIC


Rua Oscar Sperb, 16 - CEP 93415-395 - Novo Hamburgo (RS)
Telefone: (51) 3396-5100 / Fax: (51) 3396-5101 e (51) 3396-5102
E-mail: comercial@seifo.com.br
2017 - Seifo - Todos os direitos reservados! Desenvolvimento de Sites em Novo Hamburgo (RS) e Vale dos Sinos