Brasil busca cooperação agrícola com Nigéria para alavancar vendas de manufaturados

 

Abuja – Nigéria (11 de outubro) – O desenvolvimento das culturas do arroz, da mandioca, da cana-de-açúcar e da produção de carnes são oportunidades para a cooperação entre Brasil e Nigéria na área agrícola, objetivando permitir abertura de mercado para produtos manufaturados brasileiros, como máquinas e implementos agrícolas e equipamentos para processamento de alimentos, entre outros. O tema foi tratado em reunião, na tarde desta quinta-feira, entre o secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Ricardo Schaefer, e o ministro da Agricultura nigeriano, Akinwumi Adesina, durante missão comercial promovida pelo MDIC em Abuja, capital do país africano.
 
No encontro, o secretário destacou a qualidade do setor industrial agrícola e da indústria alimentícia existentes no Brasil, com potencial de estabeleceram negócios na Nigéria para aumentar a produtividade do país. Representantes do governo e da iniciativa privada brasileira ofereceram apoio e discutiram propostas de intercâmbio de conhecimentos e tecnologias com a Nigéria para aprimorar a produção, a armazenagem e a distribuição de alimentos. Schaefer disse que estas parcerias podem ser melhor desenvolvidas ao amparo de um acordo de investimentos, assunto que será analisado por um grupo de autoridades dos dois governos criado esta semana.

“Desta forma, vamos tratar não apenas de eventuais colaborações, mas dar condições para que empresas brasileiras e nigerianas elaborem projetos em comum, para além da produção agrícola, alcançando etapas importantes de industrialização”, afirmou Schaefer.

“A performance, a estrutura e a mentalidade do agronegócio brasileiro sempre me impressionaram”, disse o ministro nigeriano ao relatar que, durante o seu período de estudos, conheceu diversos pesquisadores da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), instituição que o ministro classificou como de excelência e uma das mais avançadas do mundo em seu gênero.

“A experiência da Embrapa no cerrado brasileiro nos serve de exemplo diante do desafio de aumentar a nossa produção na savana africana”, comentou. O ministro citou ainda o trabalho da Companhia Brasileira de Abastecimento (Conab) que ele considerou como emblemático para o combate da pobreza e para a redução da fome e da desnutrição. Fonte: MDIC


Rua Oscar Sperb, 16 - CEP 93415-395 - Novo Hamburgo (RS)
Telefone: (51) 3396-5100 / Fax: (51) 3396-5101 e (51) 3396-5102
E-mail: comercial@seifo.com.br
2017 - Seifo - Todos os direitos reservados! Desenvolvimento de Sites em Novo Hamburgo (RS) e Vale dos Sinos