Terceira semana de julho tem superávit de US$ 558 milhões

 

 

Brasília (22 de julho) – A terceira semana de julho (15 a 21), com cinco dias úteis, tiveram exportações de US$ 5,371 bilhões, com média diária de US$ 1,074 bilhão. Este resultado está 18,9% acima da média de US$ 903,4 milhões, verificada até a segunda semana do mês. Neste comparativo, houve crescimento nas exportações de produtos semimanufaturados (71,8%), com aumento nas vendas de açúcar em bruto, celulose, ouro em forma semimanufaturada, semimanufaturados de ferro e aço, e ferro-ligas. Entre os básicos (30,8%), a alta alcançou, principalmente, minério de ferro, petróleo em bruto, farelo de soja, carne bovina e milho em grãos. As vendas de manufaturados (-6,6%) retrocederam em razão de plataforma para extração de petróleo, aviões, açúcar refinado, etanol e calçados.

As importações semanais foram de US$ 4,813 bilhões, com desempenho médio diário de US$ 962,6 milhões. Houve elevação de 1,8% sobre igual período comparativo a média registrada até a segunda semana de julho (US$ 945,5 milhões). Ampliaram-se os gastos com equipamentos mecânicos, aparelhos eletroeletrônicos, plásticos e obras, siderúrgicos, e adubos e fertilizantes.

Com esses resultados, a balança comercial semanal registrou superávit de US$ 558 milhões, com média diária de US$ 111,6 milhões, e corrente de comércio de US$ 10,184 bilhões (média de US$ 2,036 bilhões).  

Mês

No acumulado mensal, as exportações somam US$ 14,405 bilhões, com resultado médio diário de US$ 960,3 milhões. Em comparação com a média de julho do ano passado, houve aumento (0,6%) nas vendas. Cresceram os embarques de produtos manufaturados (5,6%), por conta de plataforma de extração de petróleo, automóveis, aviões, medicamentos, hidrocarbonetos, óleos combustíveis e tratores. Nos básicos (3,6%), o aumento se deve, principalmente, a soja em grão, minério de cobre, carne bovina, suína e de frango, fumo em folhas, farelo de soja e minério de ferro. As vendas de semimanufaturados (-23,7%) se retraíram, com vendas inferiores de semimanufaturados de ferro e aço, ferro fundido, ouro em forma semimanufaturada, óleo de soja em bruto, ferro-ligas, e açúcar em bruto.

Em relação à média de junho passado (US$ 1,056 bilhão), as exportações registram queda de 9,1%, com diminuição nas vendas de produtos semimanufaturados (-11,4%), básicos (-5,1%) e manufaturados (-13,4%).

Julho de 2013 contabiliza importações de US$ 14,268 bilhões (média de US$ 951,2 milhões). Em relação a julho de 2012 (US$ 824,4 milhões), a média aumentou 15,4%. Cresceram, principalmente, as compras de cereais e produtos de moagem (55%), combustíveis e lubrificantes (47,1%), instrumentos de ótica e precisão (28,7%), farmacêuticos (27,8%) e siderúrgicos (12,3%).

Na comparação com o resultado médio alcançado em junho deste ano (US$ 941,7 milhões), verificou-se expansão de 1% nas importações. Houve aumento, especialmente, nos gastos com combustíveis e lubrificantes (54,2%) e cereais e produtos de moagem (8,4%).

No mês, há superávit de US$ 137 milhões, com desempenho médio diário de US$ 9,1 milhões. A corrente de comércio, em julho, soma US$ 28,673 bilhões, com média diária de US$ 1,911 bilhão. Pela média, o resultado representa acréscimo de 7,4% em relação a julho de 2012 (US$ 1,779 bilhão) e decréscimo de 4,3% em referência a junho último (US$ 1,998 bilhão).

Ano

De janeiro até a terceira semana de julho, as exportações brasileiras totalizaram US$ 128,828 bilhões (média diária de US$ 933,5 milhões), com redução de 0,6% sobre a média diária do período equivalente do ano passado (US$ 938,9 milhões). O resultado diário do acumulado anual das importações está 8,8% maior em relação ao ano passado (média de US$ 877,9 milhões). No ano, as compras brasileiras no mercado externo chegam a US$ 131,783 bilhões (média de US$ 954,9 milhões).

Nos 138 dias úteis de 2013, a balança comercial registra déficit de US$ 2,955 bilhões (média diária negativa de US$ 21,4 milhões). Em período correspondente do ano passado, havia superávit de US$ 8,531 bilhões, com resultado médio diário de US$ 60,9 milhões. No ano, a corrente de comércio alcançou US$ 260,611 bilhões (desempenho diário de US$ 1,888 bilhão), resultado 3,9% acima do verificado no período equivalente de 2012, que teve média diária de US$ 1,816 bilhão. Fonte: MDIC


Rua Oscar Sperb, 16 - CEP 93415-395 - Novo Hamburgo (RS)
Telefone: (51) 3396-5100 / Fax: (51) 3396-5101 e (51) 3396-5102
E-mail: comercial@seifo.com.br
2017 - Seifo - Todos os direitos reservados! Desenvolvimento de Sites em Novo Hamburgo (RS) e Vale dos Sinos