Governo quer aumentar exportações de serviços

 

Brasília (27 de junho) - A Secretaria de Comércio e Serviços do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) participou nessa terça-feira (25) da quarta edição do Encontro Nacional do Comércio Exterior de Serviços (Enaserv 2013). Mais de mil pessoas entre empresários, consultores, políticos, membros do governo federal e profissionais do comércio exterior estiveram no encontro, que teve como tema "Avanços no Comércio Exterior de Serviços".

Organizado pela Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), com apoio da Federação do Comércio de São Paulo, o Enaserv foi uma oportunidade para se discutir os mecanismos de apoio às exportações de serviços e esclarecer dúvidas sobre o Sistema Integrado de Comércio Exterior de Serviços, Intangíveis e Outras Operações que Produzam Variações no Patrimônio (Siscoserv).

Também foram abordadas as propostas de financiamento em moeda local nas exportações de serviços e de que forma os grandes eventos podem contribuir para reduzir o déficit na conta de turismo, painel que contou com a participação do Secretário de Comércio e Serviços do MDIC, Humberto Ribeiro.

"A dimensão de serviços profissionais tem um grande potencial de crescimento. Já somos superavitários neste setor, mas, claro, podemos fazer mais", destacou Humberto Ribeiro referindo-se às exportações de profissionais de engenharia e arquitetura.

O secretário ainda adiantou que a partir do segundo semestre devem ser divulgados dados mais amplos das exportações de serviço no Brasil por meio do Siscoserv. "Assim, poderemos identificar quais setores mais exportam e importam, quais os serviços mais oferecidos ou a periodicidade das vendas. Com maior conhecimento, podemos desenvolver mais ações voltadas para este setor que, hoje, é deficitário", reforçou.

Ainda no Enaserv, os usuários do Siscoserv interagiram diretamente com titulares da Receita Federal e da SCS, responsáveis pela gestão do sistema, para esclarecer dúvidas e sugerir aprimoramentos.

No painel Como os grandes eventos podem contribuir para reverter o déficit na conta de turismo, o secretário-executivo do Ministério do Turismo, Valdir Simão, falou da expectativa de o país alcançar a posição de terceira economia de turismo do mundo até 2022. "Para alcançarmos este objetivo precisamos aumentar a participação do turismo no PIB Nacional, dos atuais US$ 76,9 bilhões para US$ 150 bilhões", disse.  

Também participaram do encontro autoridades do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), do Ministério da Fazenda e da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), entre outras instituições. Fonte: MDIC


Rua Oscar Sperb, 16 - CEP 93415-395 - Novo Hamburgo (RS)
Telefone: (51) 3396-5100 / Fax: (51) 3396-5101 e (51) 3396-5102
E-mail: comercial@seifo.com.br
2017 - Seifo - Todos os direitos reservados! Desenvolvimento de Sites em Novo Hamburgo (RS) e Vale dos Sinos