Secretária avalia desempenho do comércio exterior na Fiesp

 

São Paulo-SP (18 de junho) – A secretária de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Tatiana Lacerda Prazeres, palestrou hoje durante a reunião do Conselho Superior de Comércio Exterior da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), em que fez uma avaliação do desempenho da balança comercial brasileira em 2013 e sobre demais temas da área.

Tatiana avaliou que as exportações brasileiras seguem em patamar elevado, próximo dos valores registrados em 2011 e 2012, anos em que as vendas alcançaram cifras recordes. A secretária considerou ainda o impacto da conta petróleo como uma variável em relação aos resultados do biênio anterior, tanto nas exportações quanto nas importações.

“Há uma demanda maior no Brasil, com aumento nas importações destes produtos, ao mesmo tempo em que diminuem as exportações para atender o consumo interno”, disse. Ela informou que, se desconsideradas as exportações de petróleo e derivados, a média diária das vendas brasileiras nos primeiros cinco meses deste ano é a maior na série histórica. Além disso, excluídos os dados da conta petróleo, o país registra superávit de US$ 5,6 bilhões de janeiro a maio deste ano. Com a inclusão destes dados, a balança comercial brasileira apresenta déficit de US$ 5,4 bilhões no período.
  
Tatiana avaliou que a crise internacional ainda exerce influência negativa sobre o comércio exterior. “Sei que há certa fadiga em relação ao tema, mas é inegável o impacto da crise internacional, especialmente quando se observa a retração nas exportações para a União Europeia”, afirmou. A secretária mencionou que as previsões para os próximos anos da Organização Mundial do Comércio (OMC) são de um crescimento inferior que a média histórica.

Negociações comerciais

Na reunião, a secretária de Comércio Exterior lembrou que, no ano passado, o MDIC realizou consulta pública sobre as tratativas de acordo comercial entre Mercosul e União Europeia, e sobre a abertura de negociações com o Canadá. “Obtivemos respostas positivas do setor produtivo brasileiro e esperamos a apresentação das ofertas para a negociação com a União Europeia prosseguir”, informou. “Mas não há como fazer acordo se todos os setores quiserem uma agenda de desgravação tarifária de 15 anos”, explicou.

A secretária recebeu ainda como positivas propostas da Agenda de Integração Externa, recentemente lançada pela Fiesp, que indicam o reforço de ações ofensivas para busca de novos mercados para os produtos brasileiros, em manifestação que está alinhada ao trabalho que vem sendo realizado pelo governo. Fonte: MDIC


Rua Oscar Sperb, 16 - CEP 93415-395 - Novo Hamburgo (RS)
Telefone: (51) 3396-5100 / Fax: (51) 3396-5101 e (51) 3396-5102
E-mail: comercial@seifo.com.br
2017 - Seifo - Todos os direitos reservados! Desenvolvimento de Sites em Novo Hamburgo (RS) e Vale dos Sinos