Brasil procura intensificar relações comerciais com a Nova Zelândia

 

Brasília (16 de maio) – A secretária de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Tatiana Lacerda Prazeres, esteve reunida hoje com o embaixador da Nova Zelândia no Brasil, Jeffrey McAlister, em encontro que deu sequência à viagem feita por ela ao país, como convidada especial do primeiro-ministro neozelandês, John Philip Key (foto), realizada na semana passada. Na visita à Nova Zelândia, Tatiana se encontrou ainda com o ministro de Comércio, Tim Groser.  

As agendas entre os representantes de governo tiveram como objetivo aproximar os dois países para promover o diálogo institucional e intensificar o intercâmbio comercial. “Existe grande potencial para parcerias no setor agroindustrial, em que Brasil e Nova Zelândia são muito competitivos”, avaliou Tatiana, que mencionou as áreas de produtos lácteos, de carnes e de equipamentos agrícolas, como exemplos em que pode haver complementariedade econômica e em que brasileiros e neozelandeses podem compartilhar empreendimentos e oportunidades de negócio.

Tatiana ainda tratou da possibilidade de estudantes brasileiros beneficiados pelo programa Ciência Sem Fronteiras, que brevemente contará com a participação de instituições de ensino da Nova Zelândia, poderem ingressar em estágios em empresas do país com negócios no Brasil; proposta que foi bem recebida pelas autoridades neozelandesas. 

Durante a viagem, a secretária do MDIC teve a oportunidade de conhecer o funcionamento e as rotinas da vida pública neozelandesa, em visitas à sede de governo (Beehive), parlamento, órgãos de administração e universidades.

Intercâmbio Comercial

Em 2012, o Brasil exportou US$ 62,21 milhões à Nova Zelândia. Os principais produtos exportados pelo Brasil, no período, foram: óleo de soja refinado (US$ 7,820 milhões), café cru em grão (US$ 7,335 milhões), órgãos e substâncias de animais para preparo de produtos farmacêuticos (US$ 6,469 milhões), fumo em folhas e desperdícios (US$ 5,980 milhões), e motores, geradores e transformadores elétricos (US$ 3,928 milhões).

Já em relação às importações, o Brasil comprou US$ 63,33 milhões da Nova Zelândia em 2012. Os principais bens adquiridos foram: inseticidas, formicidas e herbicidas (US$ 8,821 milhões), produtos laminados planos de ferro ou aço (US$ 6.519 milhões), produtos lácteos (US$ 4,800 milhões), medicamentos (US$ 3,779 milhões), e máquinas e aparelhos agrícolas (US$ 3,358 milhões). Fonte: MDIC


Rua Oscar Sperb, 16 - CEP 93415-395 - Novo Hamburgo (RS)
Telefone: (51) 3396-5100 / Fax: (51) 3396-5101 e (51) 3396-5102
E-mail: comercial@seifo.com.br
2017 - Seifo - Todos os direitos reservados! Desenvolvimento de Sites em Novo Hamburgo (RS) e Vale dos Sinos